Franzé: "Regina Sousa é ideal para dirigir o PT mas estou disponível"

O parlamentar revelou que o partido ainda não tratou oficialmente sobre a sucessão do ex-deputado Assis Carvalho

Com o falecimento precoce do deputado federal Assis Carvalho, ex-presidente do PT no Estado, a legenda começa a articular a sucessão no controle do partido no Piauí.

 Ainda oficialmente de luto e organizando celebrações em homenagem ao político, que faleceu no último domingo (05/07), vítima de um infarto em Oeiras, o Partido dos Trabalhadores busca um consenso para evitar desgastes na cúpula da sigla às vésperas das eleições municipais.

O deputado estadual Franzé Silva revelou que o PT ainda não tratou oficialmente sobre a sucessão de Assis Carvalho, e valorizou o trabalho dos últimos anos desenvolvido pelo político no estado. A palavra de ordem para Franzé será a continuidade.

“Ainda não estamos tratando disso, vamos até a missa de sétimo dia fazer uma programação para celebrar a partida prematura do nosso líder Assis Carvalho. Após o período de honrarias, iremos nos debruçar sobre as questões referentes a presidência do partido. Nós conquistamos os espaços do PT tanto na Assembleia quanto na Câmara Federal graças ao trabalho do Assis e precisamos agora dar continuidade ao planejamento para 2020”, afirmou Franzé.

O parlamentar explicitou o apoio a vice-governadora Regina Souza para conduzir o PT no Piauí, mas destacou que em uma eventual recusa de Regina está disposto a controlar o maior partido em número de eleitores do Estado.

“Eu, como qualquer um que for escolhido para conduzir o partido, não precisa inventar a roda, já temos um planejamento feito. Não só eu como qualquer deputado que for escolhido tem capacidade de conduzir o partido. Eu particularmente tenho uma preferência que é o nome da vice-governadora Regina Sousa. Ela conhece o partido por dentro e por fora. Ela não aceitando essa missão, eu ou qualquer um dos deputados, podemos conduzir o partido. Se o meu nome agregar eu já disse que estou à disposição. Mas acima de tudo o partido tem que sair unido”, finalizou o deputado.

Deputado Estadual Franzé Silva